Irmã da princesa

O meu pai era depressão

Minha mãe a poesia

Minha tia não escutava ninguém

Porque só gostava de relia

Eis que nasceu minha irmã

Uma pequena garota linda

Eu queria lhe chamar de Sara

Minha tia não queria

Sara lembra sarampo

Foi meu pai me dissuadiu assim

Minha tia trouxe uma lista de nomes

Começou a ler sem fim

A mamãe me lançou uma piscada

Bem de longe eu entendi

Poesia nessa estrada

Onde “princesas” correm sem fim

Onde “mulheres correm com os lobos”

Onde nem o nome escolhi

É para você e não para mim.

5 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s