Perspectivas e incoerências

Perspectivas”
Queria tanto acreditar nessas palavras bonitas que brotam dentro de mim
Ou até mesmo naquelas que leio nos livros ditos mais sábios da humanidade

Acontece que há algo que fala mais alto que as aparências
Que a beleza
Que a sapiência
O que realmente É
Não é dito
Só os olhos da alma podem alcançar

Ver isso às vezes custa os olhos da cara
A cor da aura entranha mais do que as superficialidades que entram na da íris

Como me sinto estranha aqui…

Há perspectivas nas incoerências
E o contrário também é verdadeiro
Como as pedras no meio do caminho
E o caminho no meio das pedras

Vi por onde você passou
Desconheço para onde vou
Ainda assim sigo, sigo
E sinto
O musgo do mundo.

7 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s