Compartimentos


por Luciano Alberto de Castro

Não saberia dizer, num ato, quem sou eu

E acho que nem existe, de fato, esse eu entidade única

Em mim, por exemplo, há vários deles, coexistindo desarmonicamente

Vejo-os contraditórios, incongruentes, vizinhos que vivem às rusgas

Eus aparentes, bem educados, lapidados pela conveniência

Eus honestos, responsáveis, que não gostam de se atrasar para o trabalho

Eus lascivos, permissivos, eivados da lícita concupiscência

Eus bondosos, afetuosos, capazes de se encantar com uma simples florzinha dos matos

Eus meninos, timoratos, desamparados, querendo colo de mãe

Eus irascíveis, impacientes, sem tempo e saco pra escutar

Eus individualistas, caramujos presumidos, travestidos de falsa modéstia

Eus casuístas, especiosos, totens do egoísmo fisiológico

Eus que na verdade são nós

Nós que na verdade são meus

Eus que na verdade são sós.


Ótimo, né?! Essa poesia foi originalmente publicado em Fiftiesmais. Conheci o Luciano Alberto de Castro uma oficina de contos que fizemos com a escritora Marina Colasanti há alguns meses atrás.

Quando li essa poesia, automaticamente lembrei da música “Me curar de mim” de Fraira Ferro, que fala desses muitos eus que habitam em nós.

🎶🎶🎶Sou a maldade em crise
Tendo que reconhecer
As fraquezas de um lado
Que nem todo mundo vê

Fiz em mim uma faxina
E encontrei no meu umbigo
O meu próprio inimigo
Que adoece na rotina

Sou carente, amostrada
Dou sorriso e sou corrupta
Malandra, fofoqueira
Moralista, interesseira
E dói, dói, dói me expor assim
Dói, dói, dói despir-se assim

Mas se eu não tiver coragem
Pra enfrentar os meus defeitos
De que forma, de que jeito
Eu vou me curar de mim🎶🎶🎶

Reconhecer é o primeiro passo para a evolução. Nosso teatro na Terra é se sentir maior ou menor na encenação. A cura está no centro, no precioso compartimento: o despido coração.

Compartilhe!

5 comentários

  1. Oi Cris,
    Gostei muito de ver o meu poema divulgado no seu blogue: um espaço poético encantador.
    Obrigado pela deferência.
    Abraço!

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s