Criança ferida

Nós somos filhos das crianças que fomos.
E como elas atuam hoje?

Leiam e vejam onde encontram identificação.

– Das crianças práticas – centro de inteligência: instintiva – foco no fazer e acontecer – as que sentiram a dor da insignificância e buscam valorização.

• 8 - para não ser traído, traiu primeiro, assim, se traiu. Vingança vil que só a Consciência viu.

• 9 - na passividade esconde a agressividade, faz que acata, mas o que faz mesmo: empaca, faz cara bonita para esconder a careta, faz só o que quer.

• 1 - o exímio perfeccionista, quando chega em casa é bom ficar longe da sua vista, de anão dengoso vira dragão ranzinza, nem Branca de Neve atura.

– Das crianças sentimentais – centro inteligência: emotiva – foco no sentir e vivenciar – as que sentem carência e procuram amor.

• 2 - ajuda, ajuda, ajuda, para não ver sua dor; ajuda, ajuda, ajuda em troca de amor, ajuda e cobra.

• 3 - nascido para o sucesso, cada aplauso é um eu te amo no teatro da vida, no terno do fazer esquece de ser eterno, objetificando tudo e todos.

• 4 - viciado em fortes emoções, vai do drama ao ser diferentão, se faz de vítima, mas é um artista, sempre lhe falta algo ou alguém porque não se vê.

– Das crianças racionais – centro de inteligência: mental – foco no processo e no pensar – as que se sentiram incapazes e querem segurança.

• 5 - puro observador, caótico executador, estudo é seu nome e conhecimento o sobrenome, voraz consumidor intelectual que se consome entre linhas para se destacar dos demais..

• 6 - busca figuras de autoridade para se validar, vive de camuflagem para esquentar seu pé frio.

• 7 - sente a morte e sorri para afastar o fantasma do sofrimento, todo brincalhão e otimista, protótipo do humorista de fachada.

E, como curar a criança ferida?

Cuide dela, dê para ela o que você acha que lhe faltou, seja carinho, atenção ou amor. Pegue-a ela no colo, faça dela sua amiga, diga-lhe que é querida e bem-vinda. Vocês podem brincar juntos, e até aconselhá-lá, mostre para ela seu novo lar, pergunte como ela gostaria de enfeitar esse lugar. Leve-a na sorveteria, ou quem sabe deitem na grama para desvendar o formato das nuvens.

Crie, receba, equilibre, retome-se! O caminho é evolutivo ou degenerativo.
Escolha.

🎶como fere e faz barulho o bicho que se machucou, viu🎶🎶


Esse texto foi fundamento na sabedoria do Eneagrama, um módulo para lá de Especial, de onze horas de duração (e terá mais), que tive na pós-graduação de Psicologia Transpessoal. O Eneagrama descreve nove tipos de personalidades diferentes e suas inter-relações. O objetivo é o autoconhecimento, a empatia e a evolução de consciência. Além do uso pessoal, essa ferramenta é usada por empresas no Recursos Humanos, clínicas terapêuticas, escolas, presídios, igrejas, etc. O eneagrama existe desde as tradições antigas sendo citado em estudos filosóficos de Platão e Pitágoras, até às religiosas reconhecido no judaísmo, cristianismo, islamismo, sufismo e assim vai. A palavra deriva do grego Ennea=nove e Grammos=Figura (conforme veem na foto). Esse texto é apenas uma escrita poética de como traduzi uma vertente da aula, mas, o assunto é muito mais extenso, mostra as origens, as dores, os caminhos de evolução. Como o professor explicou somos uma casa com nove quartos, todos fazem parte da casa, mas tem um que é o nosso chegado, aquele que nos sentimos confortáveis, aquele que pode nos tomar.

Retome-se!

Aqui os nomes como geralmente os perfis são conhecidos:

1. Perfeccionista

2. Prestativo

3. Motivador

4. Idealista

5. Observador

6. Questionador

7. Sonhador

8. Controlador

9. Pacifista

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s