Salvação

Tudo pede salvação” é uma comédia dramática italiana, baseada em fatos reais, que foram adaptados do livro Tutto Chiede Salvezza, de Daniele Mencarelli.

Uma amiga daquelas que chamamos de mãe, pelos conselhos e broncas que recebemos, me escreveu dizendo: olha tem uma série na Netflix que acho que você vai gostar. Qual é o tema? Loucura. Emojis de risadas. Até agora não sei se ela associou a série à minha pessoa ou aos meus estudos. Digamos que seja com os dois. Risos.

Pouco vejo televisão, série então nem se fala, mas, como estou numa fase de recolhimento, e fiquei curiosa principalmente pelo respaldo de quem me indicou, lá fui eu maratonar.

Nos primeiros capítulos já falei não é pra mim… Minha filha retrucou, mãe é episódio e não capítulos. Você tem que continuar, no começo é sempre assim.

Foram sete episódios, à partir do terceiro já não queria mais sair da frente da tela. E, verei de novo prestando atenção nas entrelinhas. A última vez que aconteceu isso foi no seriado “Uma Nova Mulher“, o qual assisti porque aborda sobre as constelações familiares.

A história de “Tudo pede Salvação” é de um jovem poeta que foi parar no sanatório e viveu em uma semana tudo o que levaria uma vida inteira para aprender.

Melhor do que isso, é um relato que nos mostra que não temos tantas diferenças assim uns dos outros como pensamos, e que todos temos uma saudade genuína. Do mais não vou contar, sem spolier.

Dentre as falas uma das que mais me tocaram foi a mesma que usei na minha apresentação de TCC sobre Poesia e Transcendência: os loucos, os artistas e os poetas visitam o mesmo lugar, a diferença é que uns sabem voltar, outros não. Frase que às vezes é atribuida à Jung, noutras à Nise da Silveira e muitos outros pensadores; frase que acredito eu que já está registrada em nosso inconsciente coletivo.

Essa série também mostra como a arte e a imaginação são importantes para trazer beleza, leveza e questionamentos à humanidade.

Nos achamos tão normais, não é mesmo? Mas o que é ser normal? É viver na normose?

Quando você entender o porquê do título, os julgamentos sairão de cena, a aceitação pegará o papel principal; daí você começará a compreender o filme…da vida… que não é feito só de explicações.

5 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s