Toda mãe

Dizem que somos mães quando temos um filho, discordo!

Somos mães quando todas as nossas células (do corpo e da alma) se dispõe à criar. Somos mães quando abrimos espaço no nosso corpo para outro ser ser. Somos mãe quando dilatamos nossa entranha colocando em risco nossas próprias vidas.

Somos mãe quando não paramos de pensar nesse outrém nenhum segundo. Somos mãe que lida com desdém e dedicação. Somos mãe quando suportamos e somos suporte. Somos mãe porque passamos por apuros e somos apuradas.

Somos mãe porque acreditamos que o mundo vai melhorar. Somos mãe porque temos um lar no peito. Somos mãe porque a mãe Terra nos convocou para aqui estar.

Essa é a minha homenagem para as mães que não abrigaram um espermatozoide, ainda assim, criam filhos, sobrinhos, pais, animais, plantas, livros, músicas, artigos científicos e muito mais.


Leia aqui também a minha homenagem PARA AS MÃES QUE NÃO PODERÃO ABRAÇAR OS SEUS FILHOS essas que têm que manter a chama acessa sem ver o fogo, essas que convivem com a fumaça e precisam respirar, essas que sabem que receberam a iluminação que nunca irá se apagar.


Agora quero agradecer primeiramente a minha mãe por me colocar e orientar nessa escola Terra, depois aos meus filhos por me escolherem e me ensinarem a cada dia o que é ser mãe.


Às vezes temos motivos para desacreditar, mas quando você olha para o presente do Universo aqui disponível com sua beleza e devoção, logo você percebe que se está no lugar certo, no colo da Mãe de todos nós.


Desejo fé e felicidades às mantenedoras do amor universal.

6 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s