Contempla o hipopótamo

Hipopótamos são animais mamíferos e herbívoros. Passam a maior parte do dia imerso n’agua e saem à noite para pastar. Chegam a comer 80 quilos de grama por noite.

O seu nome quer dizer “cavalo do rio”, ou, “peixe cavalo”. Isso porque há milhões de anos atrás as baleias e golfinhos (cetáceos) eram seus parentes mais próximos.

Por ser semiaquático, ele vive bem na terra e na água. Seu principal habitat é na África, lá até os leões têm medo dele, pois, é um animal altamente agressivo, perigoso e territorial. Em sua boca cabe uma melancia inteira. Ainda assim, são ameaçados de extinção, seus dentes (marfim), carne e pele são produtos comercializáveis.

No grupo, para identificar quem são seus amigos e quem são inimigos eles cheiram o esterco. Até no esterco ficam as marcas da nossa identidade! Além disso, eles reconhecem as vozes uns dos outros mesmo à longa distância.

Por sua natureza selvagem, por estar em extinção e pela seca na África, os ataques aos humanos estão cada vez mais frequentes. Por todos os lados a água é um recurso de valor inestimável e cada vez mais escassa. Logo, são os homens que viram a caça.

Como percebemos os hipopótamos têm uma força descomunal, mas a guarda para os momentos de necessidade. Gostam de viver na calmaria das águas, saem majoritariamente à noite e sabem andar na escuridão. A sua dieta são as plantas, não precisam matar outros animais para se sobreviver.

Minhas hipóteses

Neste movimento (que é a vida) entre os pés firmes no chão e o corpo navegando nas águas, aprendemos que para aterrar às vezes é preciso cheirar o esterco para saber aonde estamos pisando, e, comer muita grama para resgatar a própria energia. Bem como, é preciso saber se entregar na calmaria das águas e deixar fluir.

Acredito que a maioria de nós aqui já ouviu falar do termo “a paciência de Jó“, vem de uma história bíblica de um homem que passou por provas seguidas e manteve sua fé. No livro de Jó capítulo 40: 15-24, Deus desafia Jó olhar de frente para o hipopótamo.

Eu já comecei, tem um aqui bem no meu sofá!


Jó 40:15-24

15Contempla agora o hipopótamo, que eu criei como a ti, que come a erva como o boi.

16Eis que a sua força está nos seus lombos, e o seu poder nos músculos do seu ventre.

17Ele enrija a sua cauda como o cedro; os nervos das suas coxas são entretecidos.

18Os seus ossos são como tubos de bronze, as suas costelas como barras de ferro.

19Ele é obra prima dos caminhos de Deus; aquele que o fez o proveu da sua espada.

20Em verdade os montes lhe produzem pasto, onde todos os animais do campo folgam.

21Deita-se debaixo dos lotos, no esconderijo dos canaviais e no pântano.

22Os lotos cobrem-no com sua sombra; os salgueiros do ribeiro o cercam.

23Eis que se um rio trasborda, ele não treme; sente-se seguro ainda que o Jordão se levante até a sua boca.

24Poderá alguém apanhá-lo quando ele estiver de vigia, ou com laços lhe furar o nariz?

Versão Almeida Revista e Atualizada / fonte: Bibliaon.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s