Cama de gato

Tropeçou
na ambição


Caiu de cara
no chão


Viu reflexos
de podridão


Na poça de sangue da corrupção
Da própria alma


Ratos do porão
Dormem na cama de gato


Que prisão!

E lá se vai idade.


4 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s